PARA REFLEXÃO

"Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida"

"Não existe jardim completo e perfeito. E sim, a vontade de tornarmos melhores jardineiros" Raul Cânovas

"A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda." Confúcio

"Aprendi através da experiência amarga a suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo." Mahatma Gandhi

Visitantes, minhas saudações.

Visitantes,  minhas saudações.
O bordado é algo que está no meu sangue. O amor pelo bordado nos leva a buscar cada vez mais notícias, fotos, matérias, reportagens sobre o assunto e postar no Blog, compartilhando com todos que nos visitam. Recebo reportagens, fotos, notícias de amigas de toda parte do mundo. Muitas vem sem identificação dos sites retirados e quando publico sempre informo que não são de minha autoria. Uma das coisas que mais respeito são os direitos autorais das pessoas. Por isso solicito a quem me visitar, se encontrar alguma matéria ou foto que não aceite, que esteje publicada no meu Blog, por favor me avise para que seja retirada com urgência. Obrigada.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

HOMENAGEANDO KARINA - APRECIADORA DE UM BOM PERFUME.

O que é Perfume?
Por Eliene Percília


É um produto aromático feito de uma mistura de substâncias que em sua maioria é de origem vegetal, álcool e fixador.
Ele é utilizado para proporcionar um aroma agradável e duradouro, tanto a objetos como ao corpo humano. Os óleos essenciais são obtidos através da destilação de plantas, flores e ervas.
Já os fixadores são compostos por âmbar, bálsamos, etc., o que lhe dar o poder de fixar a fragrância. No entanto a quantidade de álcool irá variar, pois dependerá do tipo de perfume que se quer obter.
Os principais tipos de perfumes são: Florais (sua composição é extraída de flores), Orientais (e constituído de uma mistura de vários elementos entre eles o patchuli), Doces (é uma mistura de flores, frutas entre outras) e as Frutais (onde a matéria-prima é retirada das frutas).
O PERFUME E A MAGIA DOS CHEIROS


Mais do que revelar a personalidade de uma pessoa, o perfume influencia o estado de espírito de todos nós. Ao penetrarem pelas narinas, os aromas encontram o sishistoria-do-perfume límbico, responsável pela memória, sentimentos e emoções. Quando uma mensagem aromática penetra neste sishistoria-do-perfume, provoca sensações de euforia, relaxamento, sedação ou estimulações neuroquímicas.
Antigamente, o sishistoria-do-perfume límbico era chamado de cérebro das emoções. Quando estamos muito tensos e nervosos, um aroma de lavanda é capaz de nos relaxar e nos induzir ao sono, ajudando em casos de insônia. Quando estamos apáticos, deprimidos, infelizes, o aroma de bergamota pode ajudar na recuperação. Aromas de limão, vetiver, eucalipto e alecrim melhoram a concentração, enquanto os de alecrim aliviam o cansaço.
Nos tempos mais remotos, os homens invocavam os Deuses por meio da fumaça. Eles queimavam ervas, que liberavam diversos aromas. Foi neste contexto que surgiu a palavra "perfume", em latim "per fumum", que significa "através da fumaça".
Mais tarde, diversas ervas compunham banhos aromáticos, pomadas e perfumes pessoais dos egípcios. Mas foi Cleópatra quem eternizou a arte da perfumaria, ela seduziu Marco Antônio e Julio César usando um perfume à base de óleos extraídos das flores de henna, açafrão, menta e zimbro.
No início o perfume era à base de ceras, gorduras, óleos vegetais e sabões misturados a ervas. Com a descoberta do vidro, no século I, os perfumes ganharam uma nova cara, reduzindo sua volatilidade e ganhando formas e cores.
Por volta do século X, Avicena, o mais famoso médico árabe, descobriu a destilação dos óleos essenciais das rosas, e assim criou a Água de Rosas. Depois veio a Água de Toilette, feito para a rainha da Hungria. No século XIX o perfume ganha novos usos, como o terapêutico, por exemplo.
Hoje sabemos que o perfume é capaz de revelar a personalidade das pessoas, bem como sua classe social, uma vez que, um pequeno frasco pode atingir valores exorbitantes.
É comum o mesmo perfume apresentar cheiros diferentes quando aplicado em pessoas diferentes. Isso porque, os odores corporais são únicos, sendo resultado da alimentação, das características pessoais, dos lipídeos e ácidos graxos que a pele exala. A temperatura da pele interfere diretamente na vaporização do perfume, e portanto no cheiro que ele exala.
A evolução das fragrâncias se deu ao longo da história e das interpretações humanas na descoberta e escolha dos cheiros. Para entender melhor como tudo se passou, siga a linha do tempo descubra que perfumar-se é um ato pra lá de interessante!
Pré-históriaQueimando madeiras e resinas, os homens das cavernas melhoravam o gosto dos alimentos.
Egito AntigoOs egípcios honravam seus deuses "esfumaçando" os ambientes e produzindo óleos perfumados para ritos religiosos.
Grécia AntigaOs gregos trouxeram novas fragrâncias de suas expedições e usavam perfumes que tivessem características medicinais.
Império IslâmicoA partir da invenção do alambique foi possível destilar matérias-primas. Uma contribuição fundamental para a evolução da perfumaria.
Século XIIOs cristãos usavam fragrâncias para higiene pessoal e para prevenir doenças.
Século XVIA moda são as luvas perfumadas, usadas pelos nobres da corte européia.
Há a fusão de duas profissões: a de curtir o couro e a de perfumista.
Idade MédiaO perfume é muito usado nos ambientes de banhos públicos.
Século XVIIÉpoca do auge de fragrâncias "animálicas". perfumes intensos que usavam civete e musk em sua composição.
RenascimentoA moda são perfumes doces, florais ou frutais.
Século XVIIIOs perfumes são reconhecidos por sua sensualidade, através da proliferação de novas fragrâncias e frascos. Os cristãos passam a perfumar as cinzas na Quarta Feira de Cinzas.
Século XIXO progresso da química permite a reprodução artificial de cheiros encontrados na natureza. Nascem as matérias-primas sintéticas. A cidade de Grasse, França, se transforma na capital mundial da perfumaria.
Século XXNos dias de hoje, a perfumaria já é acessível a todos e não mais um privilégio da nobre burguesia.
perfume continua sendo sinônimo de encanto e sedução.
FONTES: http://www.alunosonline.com.br, www.delas.ig.com.br e www.americanas.com.br

3 comentários:

  1. Muitíssimo obrigada, prima! Adorei as informações e o post dedicado a mim! A história do perfume é bastante intrigante e nos revela muitas coisas desconhecidas. Ahh...Fiquei muito feliz! Um beijo!Karina, prima.

    ResponderExcluir
  2. ciao, grazie per il commento!
    un saluto e complimenti per i tuoi lavori,
    silvana

    ResponderExcluir
  3. Que bom que vc veio participar da nossa festa querida!!!
    Boa sorte, viu?
    Adorei aprender mais da historia do perfume..muito interessante.
    beijinhos e um otimo fds
    So

    ResponderExcluir

Prazer tê-lo como visitante.
Seja bem vindo, deixe seu comentário, envie perguntas e tire suas dúvidas. Abraços.
Algecira Castro

Meus Trabalhos